Lula embarca amanhã para o Chile para acordar cooperação bilateral

Agência JB

SANTIAGO (CHILE) - Brasil e Chile passarão em revista temas de cooperação bilateral e regional na próxima quinta-feira, durante visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Santiago. O presidente permanecerá menos de 24 horas na capital chilena, mas cumprirá intensa agenda. Os dois países devem firmar acordos nas áreas de previdência social, biocombustíveis, turismo e educação. Também está prevista a assinatura de convênio entre a Academia Diplomática do Chile e o Instituto Rio Branco.

A chegada a Santiago está prevista para esta quarta-feira à noite, mas o presidente terá compromissos oficiais apenas no dia seguinte. Inicialmente, visita o Liceu República do Brasil, onde haverá reunião entre ministros de Educacão dos dois países. Depois, tem encontro de trabalho com a presidente chilena, Michelle Bachelet, e reunião ampliada com ministros dos dois países no palácio presidencial La Moneda.

De acordo com o Itamaraty, Lula e Bachelet tratarão, entre outros temas, de integração sul-americana, cooperação energética, segurança alimentar e iniciativas contra fome e pobreza. Também devem entrar em pauta a reforma do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), onde o Brasil pleiteia uma vaga, e a atuação da Missão das Nações Unidas pela Estabilização do Haiti (Minustah).

À tarde, o presidente Lula visitará o escritório para América Latina da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). Também está previsto encontro com empresários brasileiros e chilenos. No final da tarde, antes de embarcar para a Argentina, Lula participa, com Bachelet, da sessão plenária de encerramento do Fórum Econômico Mundial na América Latina.

Relatório divulgado pelo Fórum aponta os maiores desafios da América Latina, entre eles a conciliação entre crescimento e preservação ambiental.