OAB pede a Lula envio das Forças Armadas para Alagoas

Portal Terra

ALAGOAS - O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Alagoas, Omar Coelho de Mello, pediu ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e ao ministro da Justiça, Tarso Genro, o envio de tropas federais para Alagoas, por causa do aquartelamento dos policiais militares.

Segundo os militares, o aquartelamento dura até as 19h de sábado, quando os PMs devem retornar às ruas.

O pedido da OAB também foi entregue ao governador Teotônio Vilela Filho (PSDB).

- A notícia de que servidores públicos militares estão em greve , sinônimo de aquartelamento, na atual conjuntura alagoana, quando marginais de alta periculosidade esvaem-se da base do Tigre (grupo de elite da polícia Civil de Alagoas), fato bastante improvável em condições normais, nos levam a tomar essa iniciativa de solicitar as Forças Armadas - informou o presidente.

O presidente da OAB se referia à fuga de cinco seqüestradores, três deles do presidente da Associação dos Magistrados de Alagoas (Almagis), juiz Paulo Zacarias. A fuga aconteceu na última terça-feira.

Dados da polícia indicam que em 12 horas de aquartelamento foram registrados cinco assassinatos, e quatro roubos somente em Maceió.

O secretário de Defesa Social general Sá Rocha considerou o aquartelamento uma medida "exagerada".

- Não houve sequer negociação - disse o secretário.

Para o ouvidor-geral do Estado, Claudionor Araújo, ainda existe possibilidade de negociação com os militares, mas não descartou punição contra os aquartelados.