Prefeitura de Curitiba desenvolve projeto pra reassentar índios

Agência Brasil

CURITIBA - Um projeto pioneiro desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Curitiba vai permitir que 35 famílias indígenas que moram irregularmente numa área do Parque Iguaçu, sejam reassentadas numa área de 42 mil metros quadrados, localizada no bairro do Caximba.

- Será criada a Aldeia Indígena Kakanã Porã e, pela primeira vez, teremos uma aldeia em área urbana', disse o prefeito Beto Richa.

Kakanã porã é uma expressão indígena que quer dizer'fruto bom da terra'. Um convênio que será firmado nesta quinta-feira entre a Prefeitura, Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) e Fundação Nacional do Índio (Funai) possibilitará a construção de casas com 37 metros quadrados ao redor de uma praça e ao lado de um bosque de 9,6 mil metros quadrados.

Segundo o presidente da Cohab, Mounir Chaowiche, para reproduzir as condições de uma aldeia, os lotes não serão demarcados, será criado um espaço para uso comum.

O projeto da Aldeia envolverá recursos de cerca de R$ 613,5 mil. Este valor consta de um pedido de financiamento que a Cohab apresentou ao Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal, utilizando recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A Prefeitura Municipal cederá a área para implantação do projeto da aldeia e vai gerir os recursos para financiar a construção das casas e execução de infra-estrutura.

A Funai dará assistência aos índios e os membros da comunidade indígena ficarão responsáveis pela conservação da área e preservação do bosque de mata nativa.