Infraero está pronta para a CPI, diz presidente

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente da Infraero, José Carlos Pereira, disse que a estatal está disposta a colaborar caso sejam instaladas comissões parlamentares de inquérito para investigar a crise aérea.

- A Infraero está pronta, assim que convocada a comparecer: eu pessoalmente, todos os funcionários, quem quer que seja convocado, com espírito de colaborar. Não há problema nenhum - garante o presidente.

Pereira demonstrou preocupação, no entanto, de que a CPI perca o foco da investigação. Segundo ele, se houver desvio político, pessoas podem ser favorecidas e culpados podem ficar impunes. O presidente da Infraero lembrou que supostas irregularidades cometidas na empresa já são objeto de investigação de órgãos externos, como Tribunal de Contas da União (TCU) e Controladoria-Geral da União (CGU).

A quantidade de itens investigados é uma coisa monumental. São 37 representações, quatro tomadas de conta especiais. Então o tribunal de contas está investigando pesadamente. Pereira comentou o assunto no Congresso, onde participaria de audiência na Comissão de Viação e Transportes da Câmara sobre as recentes paralisações do transporte aéreo e prejuízos causados à sociedade.

Por causa do baixo número de parlamentares presentes, o presidente da comissão, Eliseu Padilha (PMDB-RS), cancelou a audiência e fez uma reunião a portas fechadas com sete deputados e o presidente da Infraero - a comissão tem 30 parlamentares.