O 'mito' perseguido

.

Arquivo
Credit...Arquivo

Jurista interlocutor do Informe "lê" bem o motivo da fixação de Bolsonaro pelo ministro Luís Barroso, presidente do TSE. Diz que Bolsonaro está certo de sua culpa na questão das ‘fakes news’, alvo de investigação do tribunal eleitoral, e crê em sentença antes do primeiro turno das eleições de 2022, um desfecho com gosto de inelegibilidade e, em sendo esta mesma a decisão derradeira, o “mito” já teria o discurso para vender a seu rebanho: de vítima da "perseguição" do Barroso.

A ver

*

Na Alerj

Macaque in the trees
O presidente André Ceciliano (Foto: Divulgação)

A Alerj, presidida pelo competente André Ceciliano, do PT, lança na segunda (9) a Frente Parlamentar em prol do Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio de Janeiro pós-pandemia. O evento acontecerá às 10h, no auditório localizado no 21º andar do edifício Lúcio Costa, nova sede do parlamento fluminense.

*

Vergonha da classe

Na Procuradoria Geral da República houve quem enxergasse humilhação explícita e pública do titular Augusto Aras, que foi chamado ao STF e teve cobrança de Luiz Fux para exercer seu ofício.

Aras, como se sabe, tem reeditado a figura do Geraldo Brindeiro na república bolsonarista.

Sem ficar vermelho de vergonha.

*

Bolsonarismo deprê

Circulava ontem no Twitter vídeo onde o presidente da República chama um ministro do STF de FDP - por extenso e em alto som.

Como nunca antes na história do país...

*

Bolsonarismo deprê II

Juíza de primeira instância do Tribunal de Justiça de São Paulo desobedeceu ordem de ministro do STJ para soltar o manifestante que pôs fogo na estátua do Borba Gato.

Não só desobedeceu, como decretou nova prisão para o trancafiado.

A ver que reação terá o togado maior.

*

Bota abaixo

Prefeitura do Rio demoliu 32 construções irregulares e não habitadas no interior da comunidade da Maré. A operação foi realizada nessa sexta (6), às margens da Linha Vermelha, nos fundos do Campus Educacional da Maré.

*

Desvacinado

Pegou muito mal para o surfista Medina, no Comitê Olímpico Brasileiro, o fato de o genro da Luiza Brunet se recusar a tomar vacina anticovid. O rapaz até tentou ensaiar um “deixa-disso”, mas aí já era tarde.


Foi execrado no Twitter feito um cão sarnento.

*

Mamateiro trabalhista

Macaque in the trees
Rodrigo Neves (Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil)

RJ TV contou que Rodrigo Neves, candidato ao governo do estado do Rio pelo PDT, saiu da Prefeitura de Niterói mas deixou toda família empregada no município (muito bem empregada, aliás). Mulher, filho, filha, genro, papagaio, porquinho da Índia... Os que já tinham matrícula por concurso ganharam gordos aumentos pelos cargos em comissão que assumiram na administração do olímpico Axel Grael.

Rodrigo é aquele que um grampo telefônico da Polícia Federal captou falando com um empreiteiro, alvo da Lava Jato, tido como pagador de propinas; este  chamava Rodrigo de “meu chefe”.

Neves ficou trancafiado bem uns meses na prisão.

E Brizola se revirou no túmulo.

*

Detran

O governador Cláudio Castro e o presidente do Detran RJ, Adolfo Konder, inauguraram nessa sexta (6) um posto de atendimento do departamento de trânsito em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense. A unidade já está funcionando no Guarus Plaza Shopping, no bairro Parque Calabouço.

*

Óleo e gás

Estão abertas, até 7 de outubro de 2021, as inscrições para a chamada de trabalhos da Rio Oil & Gas 2022, maior evento do segmento da América Latina, desenvolvido e gerenciado pelo Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP). Acadêmicos, estudantes, profissionais do setor e outros interessados devem acessar o site da conferência e se cadastrar na área do autor para conhecer o novo temário e orientações gerais para envio das sinopses.

*

Cascata

O pastor Silas Malafaia, o cascateiro "conselheiro" de Bolsonaro, que a turma chama de “malacheia”, estava ontem no Twitter pregando um golpe militar contra o STF.

Enquanto um monte de seguidores do mito batia palmas pro maluco dançar.

*

Tio Silvio

Depois da Eurocopa, Silvio Santos cismou que quer contratar a Ana Maria Braga.
Já teria mandado um emissário para conversar com a loura.

A ver.

*

Falabela

Miguel Falabela foi sondado pela TV Record.
Não quis conversa.

*

Passaporte

Viagem do flamenguista Mourão, vice-presidente República, para resolver questões internas da Igreja Universal em Angola, teria custado R$ 380 mil aos cofres públicos.

A ver.

*

Clô voltou

Macaque in the trees
O ator Eduardo Martini na pele de Clodovil (Foto: Foto: Claudia Martini/divulgação)

A trupe do teatro anda eufórica com a noticia de que o saudoso Clodovil tem aparecido em um teatro de São Paulo. È que o ator Eduardo Martini tem protagonizado a peça “Simplesmente Clô”, onde conta um pouco da vida do inesquecível estilista.

Comenta-se que chega dar aflição o tanto de autenticidade que o Martini imprime ao espetáculo e na personagem.

É Clô de novo, sem tirar nem pôr.

*

LANCE LIVRE

*** Após cinco anos de trabalho, a cadela Sarah, que atuou na tragédia da barragem estourada em Brumadinho, se aposentou do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais;

*** A Editora Krater e a Academia da Cerveja, escola de conhecimento e cultura cervejeira da Ambev, lançaram um concurso para encontrar o mais novo autor ou autora de “livro cervejeiro” no país. Link do edital

*** O melhor narrador de futebol do Rio, Bruno Cantarelli, deixou a rádio Tupi e voltou para a Transamérica, que o revelou;

*** Búzios, o belo balneário fluminense, será sede do “1º Búzios School Vintage da Região dos Lagos”, de 3 a 5 de Dezembro. O prefeito Alexandre Martins explica que se trata de uma feira de antiguidades, com leilões de preciosidades. Tão mais fácil batizar o evento em português...;

*** Orquestra Maré do Amanhã vai fazer concerto, neste fim de semana, da Barra da Tijuca ao Recreio dos Bandeirantes, a bordo de um trio elétrico, em homenagem ao Dia dos Pais. Com patrocínio da Drogaria Pacheco.

 


Nunca é demais repetir: o despachante de Bolsonaro na Câmara fez mais uma. Esse milionário orçamento paralelo tem feito cair máscaras
Rodrigo Neves
O ator Eduardo Martini na pele de Clodovil
O presidente André Ceciliano