Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Bolsonaro consegue apoio robusto nas ruas antes do segundo turno

Jornal do Brasil

O militar reformado e candidato à presidência Jair Bolsonaro recebeu neste domingo uma amostra robusta de apoio popular, a uma semana do segundo turno presidencial, que, segundo as pesquisas de intenção de voto, dará a ele uma vitória inédita da extrema direita no Brasil.

Seus apoiadores se mobilizaram em várias partes do país, embora a maior concentração tenha sido na Praia de Copacabana, Rio de Janeiro, onde as palavras de ordem em defesa de sua candidatura se alternaram com as de repúdio à esquerda, a violência e a corrupção. Bandeiras do Brasil tremulavam enquanto a multidão saudava com cantos e danças sua provável vitória.

Os "bolsonaristas", vários deles vestindo camisetas pretas com a figura do candidato estampada no peito, estenderam uma longa bandeira no chão, em que se lia "Não aceitaremos fraude".

Vencedor no primeiro turno, com 46% dos votos, Bolsonaro é o grande favorito para vencer o segundo turno, no próximo dia 28, contra o esquerdista Fernando Haddad, que teve 29% dos votos.

As pesquisas dão ao capitão reformado uma vantagem de 18 pontos sobre o candidato do PT, que participou neste domingo de uma caminhada em São Luís, onde redobrou as críticas ferozes a Bolsonaro por sua recusa em participar dos debates na TV.

"O soldadinho de araque não pode reafirmar o que fala no submundo da internet olhando no meu olho", publicou Haddad no Twitter.

Na reta final da campanha, Bolsonaro está no centro do escândalo pelo suposto apoio ilegal que recebeu de empresários que financiaram o bombardeio de mensagens contra o PT no aplicativo WhatsApp.

A Justiça eleitoral e a Polícia Federal anunciaram uma investigação da denúncia, revelada pelo jornal "Folha de S. Paulo". O candidato negou envolvimento com as supostas irregularidades.

O caso não abalou seus apoiadores. "Foram 27 anos de parlamentar sem corrupção. É um homem íntegro, honesto, os políticos corruptos querem a cabeça dele", afirmou o empresário do setor de transportes Alberto Menezes, 48, após assinar a bandeira de apoio ao candidato do PSL.

Ao seu lado, o empresário Wilson Neira, 53, elogiou o ataque frontal que Bolsonaro promete contra a criminalidade e em favor dos cidadãos de bem: "Não tem jeito, ou você é radical para mudar o país, ou você é apoiador da onda do mal que estava sendo implantada."

 

vel/jm/cd/lb

 



Recomendadas para você