Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Ex-capitão ataca adversário

Jornal do Brasil

O candidato do PSL à presidência da República, Jair Bolsonaro, publicou ontem, no Twitter, uma mensagem na qual ataca o seu adversário no segundo turno da eleição presidencial, Fernando Haddad (PT). reagiu a uma informação falsa que foi publicada pelo petista em seu perfil e depois apagada.

“Após mentir descaradamente que votei contra os deficientes, o marmita de corrupto preso também apagou as acusações como se nada tivesse acontecido. A mentira nunca vencerá a verdade!”, escreveu Bolsonaro.

O tuíte de Fernando Haddad criticava Jair Bolsonaro por supostamente ter votado contra o Estatuto da Pessoa com Deficiência. A publicação, realizada pela manhã, foi apagada depois. Procurada, a equipe do petista disse que, na verdade, Bolsonaro se absteve da votação, e que por isso a postagem foi excluída.

“O deputado Jair Bolsonaro votou contra o Estatuto da Pessoa com Deficiência. Acredito que ele tenha votado contra por falta de conhecimento. Ele não foi educado para compreender toda a diversidade humana e sua complexidade”, era o que dizia a postagem da campanha de Haddad, antes de ser apagada.

Também ontem, um dos maquiadores mais badalados do Brasil, Lili Ferraz, foi ao Rio levar o seu apoio Bolsonaro. Apontado pelos opositores como homofóbico, machista e racista, o candidato do PSL postou, em sua página oficial no Twitter, a declaração de apoio de Lili, que é nordestino e homossexual.

Ao lado de um Bolsonaro sorridente, Lili diz: “Estou aqui hoje no Rio tendo o prazer maravilhoso de conhecer essa figura linda que é o Bolsonaro. Longe do que falam, é uma pessoa maravilhosa, pensa igual a mim. Tá bom?” Depois da declaração, ele pede para Bolsonaro mandar um abraço para pessoas de sua família que amam o deputado “e alguns amigos meus homossexuais que não têm medo e que te adoram também”.



Tags: eleições

Recomendadas para você