Cabo Daciolo pede ao TSE anulação do primeiro turno por fraude

 Candidato derrotado à Presidência, o deputado federal Cabo Daciolo (Patriota-RJ), voltou a pedir ao Tribunal Superior Eleitora o uso de cédulas de papel  em votação nas eleições do país. 

Na representação entregue ao TSE nesta quarta-feira (10), Daciolo solicita ainda  a anulação dos resultados do primeiro turno de votação, realizado no domingo (7). Ele terminou  em sexto lugar, à frente de  Marina Silva (Rede), Henrique Meirelles (MDB) e Alvaro Dias (Podemos).

 Daciolo já havia pedido o voto em célula durante a campanha. Com 42 anos, foi  candidato pela primeira vez à Presidência, mas passou a maior parte da campanha eleitoral no alto de um monte no estado do Rio de Janeiro, segundo ele fazendo jejum e rezando.

Daciolo declarou que encaminhou ao TSE  " fatos concretos, provas materiais de que a fraude está escancarada", Ele  afirmou que vai " atrás de todos os presidenciáveis porque é inadmissível que eles estejam calados.  Eu quero saber o que eles têm a dizer do fato de as urnas eletrônicas serem ou não serem fraudulentas".

O Tribunal Superior Eleitoral tem reiterado a segurança da votação eletrônica.