Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

CNBB alerta contra ódio e mentiras

Jornal do Brasil

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) pediu ao eleitor católico que, ao escolher seus candidatos no 2º turno, atente para aqueles que ajudem a preservar sistemas democráticos. O secretário-geral da entidade e bispo auxiliar de Brasília, dom Leonardo Steiner, afirmou, em entrevista ao UOL nesta segunda, que esse é um tema que os próprios padres podem abordar nas celebrações religiosas, mas não podem se manifestar a respeito de candidaturas.

“Os padres não podem, pela legislação, defender um ou outro candidato, mas podem falar sobre a importância da preservação da democracia”, disse. “Quem orienta padres nas paróquias, entretanto, é o próprio bispo. Que o católico observe se candidatos pregam mais ou menos democracia”, completa.

Depois de a CNBB se posicionar publicamente no 1º turno contra discursos de ódio e violência, Steiner evitou falar sobre a polarização entre Bolsonaro e Haddad. “Não podemos votar com o coração cheio de ódio, nem pensando que vamos mudar o Brasil de uma hora para outra: não existem salvadores da pátria, mas uma democracia que precisa ser permanentemente construída”, definiu.

Steiner criticou a avalanche de notícias falsas e disse esperar, nesta etapa, “mais notícias verdadeiras” – sobretudo por meio de “um debate mais amadurecido” das propostas dos candidatos.



Recomendadas para você