Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Ciro diz a Haddad que presidente não tem poder para convocar constituinte

Jornal do Brasil

O candidato do PDT ao Planalto, Ciro Gomes, atacou Fernando Haddad (PT) pela proposta de convocar uma nova Constituinte caso eleito. De acordo com Ciro, não caberia ao Presidente tal responsabilidade. Haddad argumentou que quer criar condições para uma nova Constituinte. "Lula imaginava uma situação em que nós poderíamos criar as condições para que nós tivéssemos uma Constituição mais moderna", disse o petista.

Ciro, entretanto, não poupou críticas. "Você não acredita em nenhuma palavra que você disse agora. Não existe poder constituinte no Presidente da República", defendeu. Segundo Ciro, as reformas precisam ser feitas seguindo os ritos no Congresso. O pedetista afirmou ainda que as palavras ditas por Haddad "foram postas" na boca dele porque ele estaria encarregado de "vingar" o partido na campanha.

Ciro chegou a comparar a proposta do petista com a do vice de Jair Bolsonaro (PSL), General Mourão, que defendeu uma nova Constituição, mas sem Constituinte - ela seria elaborada por um grupo de "notáveis" e depois levada a um plebiscito. Haddad negou semelhança com o modelo defendido por Mourão. "Para mim, a liberdade e a democracia vêm sempre em primeiro lugar", disse Haddad.

 



Recomendadas para você