Justiça invalida candidatura de ex-governador Anthony Garotinho

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) invalidou nesta quinta-feira a candidatura do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, que tentava voltar ao cargo.

Os juízes do TSE determinaram a suspensão da campanha de Garotinho para as eleições de 7 de outubro e proibiram que receba os recursos do fundo especial eleitoral, com base na Lei da Ficha Limpa.

Garotinho, governador do Rio entre 1998 e 2002, foi condenado em julho - em segunda instância - por desvio de dinheiro público quando era secretário da Saúde do Estado (2005 e 2006), durante o governo de sua mulher, Rosinha Garotinho (2003-2007).

O candidato do PRP, 58 anos, ocupa a segunda posição na última pesquisa Ibope, com 16% das intenções de voto, ao lado de Romário. O ex-prefeito do Rio Eduardo Paes lidera com 24%.

"Espero reverter esta decisão o mais rápido possível", disse Garotinho em entrevista coletiva em seu apartamento no Flamengo, ao destacar que apresentará recursos ao Tribunal Superior de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

 

arc/lr