Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Vamos trazer boas propostas, diz Alckmin ao chegar a debate

Jornal do Brasil

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, se esquivou de falar com a imprensa sobre a carta em que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) pediu a união do centro.

Em rápida conversa na entrada do debate das emissoras católicas e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o candidato tucano se limitou a dizer que vai trazer "boas propostas" ao debate. Ele estava acompanhado da mulher, Lu Alckmin.

Já o candidato do Podemos, Alvaro Dias, afirmou, na chegada ao debate, que "talvez tenha de pedir desculpas" ao candidato Jair Bolsonaro (PSL). Mais cedo, os filhos do militar replicaram em redes sociais um vídeo com o senador chamando-o de bandido e que ele é um "morto politicamente".

"Talvez tenha pedir desculpas com humildade pela agressividade. Foi uma provocação descabida de apoiadores dele, no horário errado, no momento errado. E houve uma reação desproporcional. Eles são especialistas em produzir e editar vídeos", afirmou.

Dias afirmou ainda que "teme pela volta do populismo e da incompetência" à Presidência.

Sobre a carta que FHC divulgou hoje, Dias disse que gostaria de "aplaudir a atitude" do tucano. "É hora, no entanto, do PSDB abrir espaço e oferecer oportunidade a uma outra candidatura para derrotar o PT", afirmou.

 



Recomendadas para você