Sempre faz sentido

.

..
Credit.....

Há inabalável crença no desempenho da comunicação midiática. Pleitear que não seja atividade de comunicação mais valorizada significa lutar contra efeitos negativos da imagem. Ao contrário do mundo da política - onde ela desempenha papel de verdade essencial -, a imagem nem sempre traz algo de substancial ao moderno mundo cultural, nos dias que correm.

O meio cotidiano é pensado e produzido de fora por instâncias especializadas que fabricam o espanto mediante estratégias comerciais. Ao contrário do que possa parecer ou tendemos a acreditar, não estamos acostumados a ver o mundo real. Aprender a olhar significa olhar de novo, como se as coisas aparecessem para nós pela primeira vez, ainda que habituais.

O sistema tecnológico nos revela o mundo de determinada maneira. A técnica está em todo lugar, tanto encharca as relações sociais, como determina as formas de pensar e agir. Baseia-se no pressuposto de que tudo é determinável. Porém não vê mais quem corre ou mais se move, e sim o mais capaz de deter-se, algo que podemos experimentar numa pausa.

Hoje o desenvolvimento da comunicação assistida por redes digitais aparece como a realização de um projeto de constituição de novas formas de inteligência coletiva, mais flexíveis, mais democráticas, fundadas sobre a reciprocidade e o respeito às singularidades, que transformam ou aumentam as diversas capacidades de cálculo, de raciocínio, de aprendizagem.

Os desenvolvimentos são na verdade sempre decorrências de construções coletivas, para as quais concorrem inúmeros indivíduos. Tais construções apenas podem ser consideradas de qualidade se permitirem que seus participantes cresçam intelectualmente e se transformem em indivíduos conscientes de seus papéis enquanto membros de coletivos mais amplos.

A vida passou a ser estruturada em torno de limiares abertos da experiência, no dizer de Anthony Giddens. Posso sempre contar com a experiência de ter aprendido com os erros cometidos em todas as tentativas anteriores em que efetivamente procurei fazer frente aos diversos tipos de problemas, instituindo mecanismos inteligentes de deliberação e de decisão.

Sempre faz sentido ponderar, mesmo se circunstâncias aparentemente não favorecem. A lidar com um problema em grupo, isso significa prestar menos atenção aos que pensam rapidamente.

Engenheiro, é autor de "Por Inteiro" (Editora Multifoco, 2019)