Ninguém se realiza plenamente

..
Credit.....

Aprendemos com Descartes que, para além do sensório, observação e reflexão individuais realmente permitem que nos aproximemos da consciência de nós mesmos e das outras pessoas.

As pessoas só podem conviver harmoniosamente quando suas necessidades e metas socialmente formadas, na condição de indivíduos, conseguem chegar a alto nível de realização. Atingido quando a estrutura social formada e mantida pela ação dos próprios indivíduos é construída de maneira a não levar constantemente a tensões destrutivas nos grupos e nos indivíduos.

São costumes democráticos que nos mantêm juntos, desenvolvem ações coletivas em que o indivíduo não está subordinado a uma ordem superior que dita o teor de ideias e ações.
A orientação para o futuro perdeu o caráter fixo que lhe conferiam as grandes ideologias, atualmente o espaço das relações humanas se acha sob dependência das realidades do presente.

A capacidade de alcançar, apesar da complexidade, o cerne dos problemas e de encontrar soluções razoáveis e realistas torna-se cada vez mais importante na sociedade moderna. A possibilidade de exercer uma cidadania plena depende de soluções a serem buscadas localmente, trabalho de construção que realmente pressupõe a existência de individualidades fortes.

Ninguém se realiza plenamente se não tiver a possibilidade de participar da vida pública do país. A multiplicação de experiências políticas em espaços públicos diversos estabelece vinculações recíprocas entre os cidadãos. Através do estímulo à discussão efetiva, evita tanto certa indiferença desiludida, quanto oferece resistência a políticos à procura de legitimidade.

Atualmente, o que deve ser corrigido é cada vez mais significativo, e as inadequações a serem corrigidas são tão importantes quanto as medidas corretivas que lhe são aplicadas. O mais comum é que se aja em função do que se vê. Assim, o esforço sustentado para ver bem as coisas já abriga um sentido moral. Ao olhar atento se revelam os valores das coisas e ações.

Numa sociedade em rede o poder se define pela influência, e não mais pelo domínio. Hoje a decomposição do mundo em elementos modulares permite criar a diferença em série.
Tanto que a aceleração da velocidade de circulação da informação modifica o equilíbrio dos custos e vantagens entre a pequena e a grande organização, entre a pequena e a grande decisão.

Engenheiro, é autor de " Por Inteiro" (Editora Multifoco, 2019)