Sem apresentar provas, Pazuello diz que variante da covid-19 da Amazônia é 3 vezes mais contagiosa

.

Foto: Tony Winston/Ministério da Saúde
Credit...Foto: Tony Winston/Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse em audiência com senadores nessa quinta-feira (11) que, de acordo com informações obtidas pela pasta após análises, a variante do coronavírus encontrada em Manaus é três vezes mais contagiosa.

Pazuello não informou, porém, como foi feita essa análise, e tampouco quais vacinas seriam eficazes contra nova variante. Conhecida como P.1., a nova mutação foi identificada no início de janeiro pelo Japão em turistas que vieram de Manaus.

"Comprovamos em Manaus uma nova variante do vírus que se espalha pelo país, uma variante mais contagiosa. Graças a Deus tivemos a notícia clara de que as vacinas têm validade com essa variante ainda. É um trabalho que estávamos esperando chegar da análise do material colhido, mas ela é mais contagiosa, na nossa análise, três vezes mais contagiosa", afirmou.

Recentemente, análises feitas pela Fiocruz apontam que esta nova variante corresponde por 90% dos casos de covid-19 no estado do Amazonas. Além da região, a variante também já foi encontrada em amostras de pacientes analisadas em São Paulo e no Pará.

As declarações do ministro sobre a variante ocorreram em sessão do Senado, convocada para que o ministro preste esclarecimentos sobre as ações de combate à pandemia.

Eduardo Pazuello é alvo de um inquérito que investiga se houve omissão da pasta nas ações para evitar o colapso de oxigênio em Manaus. Ao longo da sessão, ele se defendeu e negou ter sido avisado sobre a falta de oxigênio no estado. (com agência Sputnik Brasil)