Morre cachorro dos Bombeiros de Minas que atuou em Mariana e Brumadinho

O border collie Thor era considerado uma referência nacional na localização de pessoas desaparecidas, segundo o Corpo de Bombeiros de Minas. Integrante da equipe de busca, resgate e salvamento da corporação, ele atuou após o rompimento da barragem em Mariana e na tragédia em Brumadinho. O cachorro morreu no sábado (26), aos cinco anos e dois meses, vítima de uma infecção generalizada.

“Graças à atuação dele, inúmeras famílias puderam ter seus entes queridos localizados e velados”, informaram os Bombeiros.

A necropsia realizada na segunda (28) apontou que a morte foi causada “pela ruptura do intestino delgado na porção do duodeno, ocasionada pela presença de um corpo estranho e que resultou em hemorragia abdominal”.

Thor tinha quadro de pancreatite e leishmaniose. Estava em tratamento desde o início do aparecimento dos sintomas.

Em nota, a corporação afirma que “a família Bombeiro Militar encontra-se consternada e enlutecida pela perda desse integrante que nunca foi considerado como apenas um cão, e sim como um bombeiro militar que verdadeiramente era”. (Livia Marra / Carla Zambelli)