Jornal do Brasil

País

MEC fará repasse para iniciar atendimento em hospital da Unesp

Jornal do Brasil

O Ministério da Educação (MEC) vai liberar, até o fim deste ano, R$ 900 mil, divididos em três parcelas de R$ 300 mil, para o Hospital Universitário 2 (HU2) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, os recursos viabilizarão o início dos atendimentos no hospital.

Com 16 mil metros quadrados (m²) de área construída, o HU2 tem 16 andares, onde funcionarão seis salas cirúrgicas, 120 consultórios, 25 leitos de internação e sete de recuperação pós-anestesia. De acordo com a Unifesp, trata-se de um importante espaço para a formação dos residentes médicos e multiprofissionais da universidade.

Macaque in the trees
Ministro da Educação, Abraham Weintraub (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O hospital fará atendimentos à população pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

De 2015 até o ano passado, foram investidos R$ 65 milhões na construção e na compra de equipamentos. O hospital ficou pronto, mas ainda não começou a funcionar.

“Faltava um investimento final para o início das atividades, que acabou de ser viabilizado. São R$ 900 mil e, com isso, o HU2, vai poder iniciar o atendimento. Parabéns ao pagador de imposto, a gente vai ter mais um hospital em funcionamento, mais atendimento para você que está aí pagando por tudo isso”, afirmou Weintraub, que participou nesta terça-feira (10) de encontro com superintendentes de hospitais universitários da Rede Ebserh - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares.

Os recursos serão provenientes do orçamento da Ebserh, que é uma empresa pública vinculada ao MEC. “São recursos que a Ebserh vai colocar de volta para o MEC”, explica o presidente da empresa, Oswaldo Ferreira. “Como já estavam alocados em ações orçamentárias da Ebserh, serão disponibilizados para a secretaria correspondente [do MEC], para poder cumprir a tarefa de fazer funcionar um hospital.”

De acordo com a Unifesp, o HU2 funcionará em colaboração e parceria permanentes com o Hospital São Paulo e com a Escola Paulista de Medicina e Escola Paulista de Enfermagem.