'Ninguém concorda em maltratar os mais carentes', diz Jaques Wagner

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Presente no ato contra as mudanças na Previdência em Salvador (BA), o senador Jaques Wagner (PT-BA) disse nesta sexta-feira (14) que não haverá acordo no Congresso em torno do texto da reforma e que a maior parte dos deputados não vai aprovar medidas que atinjam a população mais carente.

Ele afirma que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), na tentativa de aprovar a reforma, retirou os pontos mais polêmicos do texto. Mas diz acreditar que o governo ainda vai enfrentar resistência no Congresso. "[O ministro] Paulo Guedes está nervoso, mas ninguém concorda em maltratar os mais carentes", afirmou.

O senador ainda criticou a gestão Bolsonaro (PSL), a qual classificou como "um governo que vive de fofoca". "É um governo que não tem nenhuma lógica, que bate cabeça o tempo todo. É triste para o Brasil".