Sindicato chama de esquerdopatas dirigentes de escolas que aderiram ao protesto

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Sieeesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo), que representa as escolas particulares, divulgou nota na qual afirma que os colégios particulares que aderiram à paralisação desta quarta-feira (15) "são apenas algumas escolas dominadas por esquerdopatas que só querem o pior para o país". Segundo a entidade, são 25 a 30 escolas em um universo de 10 mil no estado. A orientação do sindicato das escolas é descontar o dia parado do salário.

VEJA LISTA DE ESCOLAS EM SP

Alecrim

Alecrim Dourado

Anima

Arco

Arraial das Cores

Bakhita

Equipe

Escola Livre Aretê

Espaço Brincar

Estilo de Aprender

Gracinha

Invenções

Lycée Pasteur (no período da tarde)

Maria Imaculada (Ipiranga)

Marupiara

Miguilim

Oswald de Andrade

Politeia

Ponto de Partida

Recreio (no período da tarde)

Santa Cruz

Santa Isabel

Santa Maria (no período da tarde)

Santi

São Domingos

Vera Cruz

Viva

Waldorf Francisco de Assis

Waldorf Micael

Waldorf São Paulo (no período da tarde)