Bolsonaro se coloca ao lado do Congresso para trabalhar pela aprovação da Previdência, diz porta-voz

O presidente Jair Bolsonaro "se coloca ao lado do Congresso" para colaborar com a aprovação da reforma da Previdência, afirmou o porta-voz da Presidência, general Otávio do Rêgo Barros, no dia seguinte à aprovação da admissibilidade da proposta pela CCJ da Câmara.

"Dentro desse contexto, o presidente se coloca ao lado do nosso Parlamento e fará de tudo para colaborar com a aprovação da proposta que inicialmente foi enviada", disse o porta-voz em briefing no Palácio do Planalto nesta quinta-feira.

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://midias.jb.com.br/_midias/jpg/https://midias.jb.com.br/_midias/jpg/2019/04/24/97x70/1_2019_04_24t224444z_1_lynxnpef3n1y9_rtroptp_4_brazil_politics_poll-352505.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5cc0ea0287e3d', 'cd_midia':352512, 'ds_midia_link': 'https://midias.jb.com.br/_midias/jpg/2019/04/24/627x418/1_2019_04_24t224444z_1_lynxnpef3n1y9_rtroptp_4_brazil_politics_poll-352505.jpg', 'ds_midia': 'Presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão participam de evento no Palácio do Planalto
', 'ds_midia_credi': 'REUTERS/Adriano Machado', 'ds_midia_titlo': 'Presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão participam de evento no Palácio do Planalto
', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '627', 'cd_midia_h': '418', 'align': 'Left'}

Questionado sobre eventuais mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural, Rêgo Barros repetiu que Bolsonaro fará "de tudo" para a aprovação da "proposta inicial". A proposta original, no entanto, já foi alterada na Comissão de Constituição e Justiça, que retirou alguns pontos da proposta enviada pelo governo ao Congresso.

O porta-voz disse que o presidente está "bastante feliz" e reconhece o esforço dos parlamentares na CCJ. Ele disse que a intenção é dar continuidade ao processo de análise da proposta para que se tenha no "menor tempo possível" a aprovação da proposta pelo Congresso.

Diante das postagens em redes sociais do filho Carlos Bolsonaro atacando o vice-presidente Hamilton Mourão, o porta-voz reafirmou que o presidente será sempre responsável pelas postagens pessoais dele nas suas redes sociais. Ele preferiu não amplificar a polêmica.

Ao ser questionado sobre se a viagem de Mourão à China poderia aumentar ruídos, Rêgo Barros afirmou que a viagem que o vice fará ao país asiático está dentro do contexto dos trabalhos da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban) e é de conhecimento de Bolsonaro.