Prefeitura de Santo André descarta meningite como causa da morte de neto de Lula

Família do ex-presidente Lula não quis se pronunciar sobre o assunto

A prefeitura de Santo André (SP) confirmou que a morte de um neto de sete anos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi causada por meningite, na última na segunda-feira (1º). Na época, o hospital já havia dado a mesma informação.

Macaque in the trees
Lula com o neto Arthur Lula da Silva. Criança faleceu de meningite (Foto: Reprodução / Facebook)

Arthur Araújo Lula da Silva deu entrada às 7h20min de 1º de março no Hospital Bartira, da rede D'Or, com quadro instável, segundo boletim médico divulgado pela instituição. O quadro se agravou, e a criança morreu às 12h36min do mesmo dia.

De acordo com a prefeitura, logo após a morte do menino, a Secretaria de Saúde local encaminhou amostras coletadas no hospital para análise e confirmação do Instituto Adolfo Lutz, na capital paulista. Ainda segundo a prefeitura, os exames descartaram "meningite, meningite meningocócica e meningococcemia".

Ainda em nota, foi esclarecido que "foram realizados seguindo os protocolos do Ministério da Saúde e que informações adicionais relacionadas ao caso dependem de autorização expressa da família da criança". 

A família do ex-presidente Lula não quis se pronunciar sobre o assunto.