Jornal do Brasil

País

Moradores simulam fuga de área de barragem que pode de se romper

Mina Gongo Soco, da mineradora Vale, fica em Barão de Cocais (MG)

Jornal do Brasil

A prefeitura de Barão de Cocais (MG) decretou feriado municipal hoje (25). O objetivo é permitir que a população participe do exercício de evacuação de áreas que correm o risco de ser atingidas caso a barragem sul superior da Mina de Gongo Soco, da mineradora Vale, se rompa.

Macaque in the trees
Simulações (Foto: Prefeitura Municipal de Barão de Cocais/Divulgação)

O simulado ocorrerá às 16 horas. Ao longo da manhã, técnicos da Defesa Civil estadual realizam reuniões preparatórias em diferentes pontos da cidade, orientando a população sobre o exercício de evacuação de emergência e sobre como proceder em caso de desastre.

“Não há motivo para pânico”, garantiu o diretor de Resposta a Desastres da Defesa Civil, capitão Herbert Aquino Marcelino, em vídeo divulgado nas redes sociais. “O importante é que o cidadão receba informações do que fazer para, de forma segura, realizar uma evacuação em caso de emergência”, acrescentou.

A Vale acionou o nível de alerta 2 para a barragem em 8 de fevereiro. Na ocasião, todos os moradores da chamada área de salvamento foram retirados da região. Na última sexta-feira (22), após detectar a instabilidade do terreno, a mineradora elevou o alerta para o nível 3, admitindo o risco iminente de ruptura da estrutura e intensificando o temor de que uma nova tragédia parecida com o rompimento das barragens de rejeitos de Mariana e Brumadinho, ambas em Minas Gerais, se repita.

A estimativa é que cerca de 6 mil pessoas vivam em áreas passíveis de serem diretamente impactadas pelo eventual rompimento da barragem. No total, a população cocaiense gira em torno de 29 mil pessoas.

De acordo com Marcelino, caso a barragem colapse, os impactos serão sentidos não só nas áreas de salvamento, mas também em áreas próximas à calha do Rio São João.

“Por isso, vamos realizar o simulado, repassar informações e treinar a evacuação das pessoas que moram ou trabalham nestas áreas próximas à calha do rio”, complementou o capitão.

Ontem (24), a Defesa Civil de Minas Gerais divulgou um mapa que marca os sete pontos para onde os moradores de Barão de Cocais deverão se dirigir, caso necessitem de proteção.

Apesar das tentativas das autoridades municipais e estaduais de tranquilizar a população, moradores de Barão de Cocais usaram a página da prefeitura no Facebook para registrar temor e indignação.

“Termos chegado a este ponto de ver a cidade sucumbir é trágico. Muito poderia ter sido feito pelas mesmas autoridades e NADA foi feito. Agora só nos resta dançar conforme a música. E a música é triste demais”, registrou uma internauta.

“Moro em Barão. Estamos apreensivos...preocupados”, comentou outra. “Gostaríamos de saber qual o prazo dado para que a Vale responda sobre o que realmente será feito para solucionar o problema da barragem”, questionou uma terceira internauta.

Assinado pelo prefeito Décio Geraldo dos Santos, o Decreto Municipal nº 67 institui o “Feriado Pela Segurança”.

A medida atinge todas as repartições públicas municipais, com exceção dos serviços de coleta de lixo e os prestados pela Secretaria de Assistência Social, Defesa Civil, Hospital Municipal Waldemar das Dores e postos de saúde dos bairros Leão XIII e Garcia.

Já as aulas na rede pública municipal estão suspensas hoje e amanhã (26), com exceção das escolas das localidades de Boa Vista, São Gonçalo do Rio Acima, Córrego da Onça e Cocais, que deverão funcionar normalmente.