Nas redes sociais, Lula acusa Sérgio Moro de ser "cúmplice de um governo de milicianos"

Campanha Lula Livre ataca ministro da Justiça e Segurança Pública, que condenou o ex-presidente à prisão, quando era juiz

A conta oficial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Twitter publicou uma mensagem em que acusa o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, de ser “cúmplice de um governo de milicianos”. Ainda na postagem, na noite do último  sábado (16), o perfil lembra que procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol também participa do esquema. 

Neste domingo (17), em que a Operação Lava Jato completa cinco anos, uma das mensagens afirma que as “as máscaras estão caindo”, ao se referir ao governo de Jair Bolsonaro (PSL) e ao ministro, ex-juiz e ex-coordenador da Lava Jato - responsável pela condenação do líder petista no processo que apura acusações referentes ao apartamento no Guarujá, no litoral de São Paulo.

 

Prisão de Lula 

O ex-presidente Lula está preso desde o dia 7 de abril de 2018 na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba. As contas oficiais do petista nas redes sociais são atualmente coordenadoras pelo Instituto Lula.