Jornal do Brasil

País

Do hospital, Bolsonaro participa de reunião com Onyx e Toffoli

Jornal do Brasil

Do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro participou de reunião entre o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. A informação foi dada por Onyx após o encontro, que ocorreu numa sala reservada do restaurante Rubaiyat, em Brasília. "Conversamos com Bolsonaro ao longo do nosso almoço", contou.

Macaque in the trees
"Precisamos estar unidos para transformar Brasil em local seguro para cidadãos de bem!", Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Onyx destacou que "muito brevemente" o presidente estará de volta a Brasília e poderá se reunir pessoalmente com o presidente do Supremo e os chefes dos outros poderes. O ministro não soube precisar, entretanto, se Bolsonaro receberá alta nesta quarta-feira, 13, como está previsto.

Segundo Toffoli, o objetivo do encontro foi aprofundar o "diálogo" entre os poderes. O ministro destacou a "importância do respeito de competência de cada um dos poderes". "Esse diálogo de respeito entre poderes é importante. A fase em que poderes estavam em conflito passou." Ele ponderou que "diálogo não significa concordância com tudo".

O ministro da Casa Civil disse que o governo está construindo uma "grande aliança pelo Brasil". "O Brasil precisa buscar entendimento entre os poderes. É momento de pacificação", declarou.

O encontro desta terça não foi divulgado na agenda oficial de Onyx, apenas na de Toffoli. Nenhum dos dois, no entanto, divulgou o local da reunião, que aconteceu um dia após o Senado arquivar a CPI da 'Lava Toga' por falta de assinaturas.

Ao ser questionado sobre a omissão do almoço em sua agenda, Onyx negou que o fato tenha ocorrido, embora a informação não tenha sido atualizada mesmo após questionamentos de jornalistas feitos diretamente à assessoria do ministro.