Brumadinho: 16 vítimas foram identificadas; 287 estão desaparecidas

Mais de 400 pessoas estão em busca de parentes desaparecidos

Cerca de 460 pessoas procuraram a polícia em busca de parentes desaparecidos, segundo informações divulgadas pelo chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, Wagner Pinto de Souza. De acordo com o delegado, não necessariamente há 460 desaparecidos, uma vez que várias pessoas podem aparecer em busca de uma única pessoa. Conforme os bombeiros, 361 pessoas foram localizadas e 287 continuam desaparecidos, entre funcionários da Vale e moradores da região atingida.

Souza afirmou ainda que 16 dos 37 corpos encontrados já foram identificados. “Dessas 16, oito já foram entregues aos familiares para o devido sepultamento”, disse o chefe da Polícia Civil mineira. “Há de se ressaltar a dificuldade de fazer a identificação desses corpos. Temos que fazer o reconhecimento primeiro através dos familiares, depois através das impressões digitais. Posteriormente através da arcada dentária e, por fim, através do DNA.”

Macaque in the trees
Governo do estado decretou lutou de 3 dias (Foto: FERNANDO MORENO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Inquérito

Segundo o delegado, o inquérito policial que investiga responsabilidades pelo desastre ambiental foi instaurado na própria sexta-feira (25), dia do rompimento da barragem. “Estamos arregimentando o máximo de informações e estamos preocupados com a parte da perícia criminal. Já estamos fazendo o nosso trabalho, dentro da arregimentação das provas técnicas, das provas documentais e também das provas testemunhais”.