Telebras ativa comunicação emergencial via satélite em Brumadinho

A Telebras informou, por meio de nota, que ativou desde ontem sistema do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) para atendimento em caráter emergencial em Brumadinho (MG). O objetivo é auxiliar as equipes de resgate e facilitar o contato com hospitais e a comunicação entre parentes das vítimas do rompimento da barragem da Vale.

"A região conta com acesso limitado ao serviço móvel de comunicação, tendo a Telebras disponibilizado o serviço de acesso à internet via satélite de forma gratuita ao público em geral", diz a empresa. "A Visiona, subsidiária da Telebras, também está auxiliando as operações de resgate com monitoramento e produção de imagens de alta definição, via satélite, de toda a localidade atingida pela lama de rejeitos", acrescenta.

A empresa informa também que outros técnicos da Telebras já estão a caminho de Brumadinho e, neste domingo, 27 a comunicação da região será ampliada para oferecer melhores condições de acesso pelo Corpo de Bombeiros e agentes da Defesa Civil.

Macaque in the trees
Voluntário tenta salvar uma vaca que está atolada na lama. A população da comunidade de Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), foi acordada na manhã deste domingo, 27, por volta de 5h30, pelo toque de uma sirene de evacuação (Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO)

 

Abastecimento de água

 

A Copasa informou que a população da região metropolitana de Belo Horizonte continua sendo abastecida normalmente. As represas do Rio Manso, Serra Azul, Várzea das Flores e a captação, a fio d'água, no Rio das Velhas, estão com plena capacidade para atender a região, segundo a empresa.

Devido ao rompimento da barragem Mina Feijão, em Brumadinho, de responsabilidade da Vale, ocorrido na tarde de sexta-feira, 25 a Copasa suspendeu, por precaução, a captação da água do rio Paraopeba.