Trabalhamos para haver o máximo de ressarcimento a vítimas, diz ministro da AGU

O ministro André Mendonça, da Advocacia-Geral da União (AGU), disse neste sábado, 26, que o governo tem atuado juntamente com seus órgãos técnicos para trazer "o máximo de ressarcimento e reparação" para as vítimas em Brumadinho (MG) e para o meio ambiente. O ministro informou ainda que monitora eventuais medidas que a AGU possa adotar na esfera judicial para minimizar os impactos da tragédia.

"Nenhuma medida está descartada, mas estamos trabalhando alinhados com os órgãos técnicos para que medidas sejam tomadas com base e trazendo o máximo de ressarcimento e reparação para as vítimas e para o meio ambiente. O fundamental agora é trabalhar no resgate das vítimas, medidas que auxiliem no resgate", disse.

Macaque in the trees
Corpo de Bombeiros de Minas Gerais retoma as buscas por sobreviventes da tragédia causada pelo rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), na manhã deste sábado (26) (Foto: FERNANDO MORENO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

A 7ª Vara Federal de Minas Gerais autorizou neste sábado que as empresas de telefonia forneçam a relação de assinantes dos celulares que estavam conectados às Estações de Radiobase (ERBs) que atendem às imediações da Mina de Córrego de Feijão, uma das mais atingidas pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG). Para Mendonça, esta é uma das medidas que facilitarão a localização de pessoas desaparecidas.

"Certamente tudo o que estiver ao alcance do governo federal será feito. Tudo o que for no sentido de responsabilização de possíveis culpados também será feito", comentou.