STJ manda soltar o ex-governador André Puccinelli e seu filho, presos desde julho

A decisão é da ministra que há dois meses adotou posição contrária

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou nesta quarta-feira (19) a soltura do ex-governador de Mato Grosso do Sul André Puccinelli (MDB) e de seu filho André Puccinelli Junior, presos em 20 de julho na Operação Lama Asfáltica. Os dois respondem a processo por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, acusados de receber propina do grupo J&F.

Laurita considera que nenhum dos dois representa perigo atualmente para as investigações. Ela proibiu pai e filho de manterem contato entre si e com os demais investigados na operação. Eles também não poderão exercer função pública ou atividade de natureza econômica.

Em outubro, a  ministra havia negado o pedido de relaxamento da prisão do ex-governador. Mas, na avaliação dela, o contexto agora é outro. “O risco de reiteração nos mesmos crimes já se enfraqueceu, seja pelo decurso do tempo ou pelo noticiado encerramento das atividades do instituto utilizado para dar legitimidade aos valores adquiridos de forma espúria”, argumentou a ministra.