Jornal do Brasil

País

Macri desiste de ir a posse de Bolsonaro, diz site argentino

Portal "Infobae" publicou que presidente estará com a família

Jornal do Brasil

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, decidiu não comparecer à cerimônia de posse de Jair Bolsonaro, que ocorrerá em Brasília no dia 1 de janeiro, de acordo com a imprensa local.

Macri resolveu prolongar sua estadia em uma província no sul da Argentina, onde passará as festas de fim de ano com sua família, apesar de, na semana passada, o chanceler Jorge Faurie ter confirmado sua viagem ao Brasil, disseram fontes do governo ao jornal argentino "Infobae".

Com isso, o primeiro encontro oficial entre Bolsonaro e Macri deverá ser adiado, já que o presidente eleito do Brasil também não compareceu à recente cúpula do G20, em Buenos Aires.

Os dois, no entanto, já conversaram em três ocasiões desde outubro, quando o candidato do PSL venceu as eleições. Entre os temas discutidos, estava a dificuldade do Mercosul e da União Europeia (UE) de chegarem a um acordo de livre-comércio.

Fontes do jornal "Infobae" disseram que a ausência de Macri também pode ser interpretada como uma jogada diplomática para que o líder argentino continue mantendo sua influência regional, em vista do encontro de 4 de janeiro, no Peru, quando os chanceleres do Grupo de Lima se reunirão para analisar medidas contra a crise na Venezuela.

Enquanto o futuro governo de Bolsonaro tem o interesse de usar o encontro para mandar uma mensagem mais forte contra o regime de Nicolás Maduro, Macri quer ser o líder da investida.