'Pergunta pro Temer', diz Bolsonaro sobre aumento para o STF

'Quem vai pagar é toda a população brasileira', reforçou presidente eleito

O presidente eleito Jair Bolsonaro comentou, nesta terça-feira (27), o aumento para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) sancionado pelo presidente Michel Temer. Ao ser questionado, ele reagiu: "Pergunta pro Temer". Em seguida, afirmou: "Temer que decidiu sancionar, tá ok? Quem vai pagar é toda a população brasileira. Todo mundo. A minha responsabilidade nessa área começa a partir de 1º de janeiro do ano que vem." O vencimento dos ministros passará de R$ 33 mil para R$ 39 mil, e terá efeito cascata no teto de todo o funcionalismo público.

Bolsonaro concedeu uma rápida entrevista coletiva no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede do governo provisório.

Macaque in the trees
Jair Bolsonaro (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Meio Ambiente

"Talvez amanhã saia o nome do Ministério do Meio Ambiente. Tem duas pessoas que estamos conversando e com toda a certeza sai amanhã este nome. Apesar de eu ser verde, não vai ser militar não." 

Formação do governo e articulação política

"Nós estamos num time. Todo mundo tem que jogar a bola pra frente. E ali na presidência temos o GSI do general Heleno, temos o Gustavo Bebianno (Secretaria Geral da Presidência), o Onyx (Lorenzoni, ministro-chefe da Casa Civil) e o (general) Santos Cruz (Secretaria de Governo). O Santos Cruz, diferentemente do que muitos pensam, ele é uma pessoa que fala mais de um idioma, tem uma vivência de fora do Brasil muito grande, é um combatente também. É uma pessoa que vocês vão se surpreender no trato para com o parlamentares."

Ministério da Cidadania e Ministério do Trabalho

"Vai ter um ministério que vai envolver tudo isso daí: mulher, igualdade racial, tá certo? E ninguém vai mexer na legislação trabalhista. Os direitos estão garantidos. Se vai ser ministério ou não é outra história."

Porta-voz

"Estou em contato com uma pessoa, mas ela não deu sinal verde ainda. Ana Amélia (senadora do PP) é uma excelente pessoa. Se for possível nós a convidaremos."

Ministério de Minas e Energia

"Esse é muito importante. O nome não está próximo não."

Mais militares no governo

"É possível. Quando o PT escalava terrorista ninguém falava nada."