Jornal do Brasil

País

Trens da CPTM são liberados na região do viaduto que cedeu na marginal Pinheiros

Jornal do Brasil

O fluxo de trens da linha 9-Esmeralda da CPTM foi liberado no trecho do viaduto que cedeu na Marginal Pinheiros, informou, neste domingo, 18.

"Está liberado o fluxo da CPTM a partir desse momento", disse o secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, Victor Aly. "A gente não liberou o transporte enquanto não tínhamos certeza. Amanhã é um meio de feriado o que vai fazer com que tenhamos um carregamento maior, mas não de pico. Na terça-feira, 20, teremos novamente uma baixa no carregamento e vai nos ajudar a acompanhar", completou.

Em entrevista coletiva, Aly disse que a CPTM deve informar a quantidade de passageiros liberada na operação. "No trecho da obra, a velocidade será de 20 km. Já está sinalizada e com radar para que o operador passe com essa velocidade", acrescentou.

Aly disse que as autoridades seguem monitorando a estrutura, que tem apresentado variações dentro do normal. "As variações estão dentro do limite. A estrutura de uma ponte não é rígida. Ela se movimenta", explicou, apontando variação de 3 milímetros na estrutura. Entretanto, não deu informações mais detalhadas sobre o futuro da estrutura e se será necessário destruí-la. "Vamos começar a fazer a análise do que foi em termos de comprometimento".

Já o secretário Municipal de Mobilidade e Transportes, João Octaviano Machado Neto, disse que a prefeitura está estudando alternativas de mexer na pista da marginal para aumentar a capacidade e evitar o efeito funil enquanto o viaduto está interditado. "Se ela ficar só com uma faixa, vamos ter um represamento muito grande. Estamos estudando a possibilidade de abrir canteiros. Isso está sendo estudado para evitar que as pessoas fiquem na pista expressa", disse.