Jornal do Brasil

País

Vou defender afastamento de ministros se a denúncia for consistente, diz Moro

Jornal do Brasil

Juiz da Operação Lava Jato e futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro defendeu o afastamento de ministros investigados por corrupção se as denúncias forem consistentes. "Tem que ser avaliado. Acho que é uma falácia que se ouviu no passado que é preciso esperar o trânsito em julgado. Defendo que em caso de corrupção se analise as provas e faça um juízo de consistência", argumentou Moro, em entrevista ao programa Fantástico, da TV Globo.

Moro poderá auxiliar o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), a tomar uma decisão de afastamento de um ministro acusado de corrupção, se necessário. "Eu não assumiria o papel de ministro da Justiça com o risco de comprometer a minha biografia, o meu histórico. Isso foi objeto de discussão e a afirmação do presidente eleito é que ninguém seria protegido se surgissem casos de corrupção", afirmou o juiz.

>> Regras atuais de posse de arma são restritivas, diz Sérgio Moro

>> Fiquei "tentado" com a sondagem de Paulo Guedes, diz Sérgio Moro

>> Moro diz que governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo

 

Macaque in the trees
Sérgio Moro durante coletiva de imprensa em Brasília. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)