TRF1 libera agrotóxico, ministro festeja e tuiteiros criticam

Tribunal cancela veto a proibição do uso de glifosato, herbicida de uso contra pragas

O desembargador Kássio Nunes Marques, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), derrubou a liminar que suspendeu o registro de produtos à base das substâncias glifosato, um herbicida usado contra ervas daninhas indesejadas em produções agrícolas.

Na decisão, o magistrado atendeu a um pedido da AGU para suspender a liminar. Ele entendeu que “nada justifica a suspensão dos registros dos produtos que contenham como ingredientes ativos abamectina"

Na liminar em que suspendeu o glifosato, a juíza Luciana Raquel Tolentino, da 7ª Vara Federal do Distrito Federal, havia atendido a pedido do Ministério Público Federal (MPF), que solicitou a reavaliação toxicológica das substâncias, com base em estudos mais recentes que apontam um provável aumento em taxas de mortalidade devido ao seu uso.

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em sua conta do Twitter, não escondeu sua alegria com a decisão:

Em resposta ao tweet, usuários ironizaram a fala do chefe da pasta e deram "dicas" de como festejar a decisão polêmica:

"Beba um copo de Glifosato para comemorar, Ministro.", disse um deles.