“Judiciário está à beira de um colapso”, diz diretor do STF

O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal, Alcides Diniz, refutou a declaração do ministro do Planejamento, Paulo Bernar- do, de que apretensão de au- mento de 56% para os servidores do Judiciário é “delirante”. De acordo com Diniz, o Judiciário – que tem107 milfuncionários, entre ativos, inativose pensio- nistas –está “àbeira deum co- lapso”, com a evasão sistemática de seus analistas para os outros poderes, em torno de 25%. Depois de reafirmar que o mi- nistro CezarPeluso, presidente do STF, conta com a promessa do presidente Lula de que as nego- ciações seriamretomadas logo depois daseleições, Dinizapre- sentou quadros demonstrativos da disparidade de vencimentos entre os servidores de carreira dos três poderes. Enquanto um analista judiciário tem venci- mento inicial de R$ 6.551,52, um analistado BancoCentral,por exemplo, começa a trabalhar ga- nhando R$ 12.960,77.