Sérgio Cabral forte? Só no Rio de janeiro

-->Com -->Sucursal de Brasília-->CONT ANDO AS GARRAF AS, como se diz no bor dão político , é f ato que Sér gio Ca br al sur ge f orte com 66% dos v otos, r eeleito , m as a composição fluminense no Cong r esso não lhe tr az benesses, a priori. O cenário é desf a v oráv el. Os dois senador es eleitos, Cri v ella (PRB) e L indber g (PT), são aliados ocasionais – e cada um deles almeja o P alácio Guana bar a. Ambos, não ligados dir etamente ao go v ernador , podem vir ar -se contr a ele em 2014. Na Câmar a, An- thon y Gar otinho , se não f or impugnado , pode sur gir líder da bancada feder al. Conseguiu eleger mais seis deputados do PR na esteir a de sua e xpr essi v a v otação . Embor a Ca br al tenha como aliados 27 dos 46 feder ais – mais pela par ceria com o PT , que, lembr e-se, será fiel a Lindber g e também ao partido – Gar otinho pode angariar f orças junto à turma par a atazanar o go v ernador .-->Dupla-->Cri v ella e Lindber g ti v er am, juntos, 7,5 milhões de v otos, mais que o dobr o do pupilo de Ca br al, J or ge Picciani (PMDB), com 3,04 milhões.-->Recontagem-->Na Câmar a, só quatr o dos 10 feder ais mais v otados estão com Ca br al: Leonar do Picciani (PMDB), Romário e Ale xandr e Car doso (PSB), e W ashington Reis (PMDB). V i tor P aulo (PRB), o ter ceir o , é ligado a Cri - v ella. Chico Alencar , vice-cam - peão , é o independente do PSOL. Gar otinho , campeão , te - v e cer ca de 690 mil v otos.-->Da farda-->Conf orme antecipou a colu- na, confirmadas as m udanças na Segur ança do Rio . Já es- ta v am pr o g r amadas e f or am antecipadas. Têm m ais a v er com as UPPs que com os ar- r astões no trânsito .-->Meu Palácio, minha vida-->Na cúpula do petismo , não se descarta o próprio Lula, a par - tir de janeir o , contr atar um -->ghost writer -->par a escr e v er uma autobio g r afia.-->Humor e poder-->T iririca não f az história, por or a. A Câmar a já te v e um apr e - sentador de TV e humorista f a - moso: Moacir F r anco , de 1983 a 1987. Ele tentou o Senado ago - r a, e per deu.-->Tô brabo-->Eleito senador pelo Piauí, Cir o No gueir a (PP) ( -->foto -->) a n- da c hateado com o pr esiden - te Lula, que f az tudo agor a par a conquistá-lo . É que o pr esidente não g ravo u m e n - sagem de apoio no rádio e TV par a o pepista, pr eterido pe - lo petista W ellington Dias, também eleito senador .-->Negócio à mesa-->Aliás, o pr esidente Lula e o trio do poder no comitê de Dilma Rousseff pas - sam aperto . T entam r e - conquistar de última hor a aliados que f or am esque - cidos no primeir o turno .-->Concursos-->A Associação Nacional de Pr o - teção e A poio aos Concur sos ga - nhou dois apoios de peso . O pr e - sidente da entidade, Ernani Pi - mentel, te v e o sim de Cristo v am Buar que (PDT) e o distrital Chi - co leite (PT), em Br asília. Eles apoiam a criação do Estatuto An - paquiano do Concur so Público , que tem o objeti v o de r egula - mentar o setor .-->Shana Reis/Divulgação-->CABRAL -->– Pr oblemas à vistaDivulgação