A história de um calote multimilionário

-->Empr esário ataca quem se inter essa por equipamento que vai a leilão judicial-->Johnny dá golpe nos irmãos Saad-->A Rede Bandeir antes de T ele visão corr e o risco de f alir por causa de um calote m ultimilionário , de R$ 100 mi - lhões, que seu pr esidente, J oão Car - los Saad, vulgo J ohnn y , aplicou na companhia japonesa Furuka w a, que lhe v endeu uma r ede de fibr as óticas. A este golpe, somam-se outr os contr a os go v ernos feder al e de estados on - de sua r ede atua, contr a outr os f or - necedor es e e x-funcionários. P or causa do golpe que J ohnn y aplicou, por meio da TV Cidade, in - teg r ante do Grupo Bandeir antes, a r ede de fibr as óticas v ai a leilão ju - dicial. A TV Cidade f oi e xecutada judicialmente em 2005 por não hon - r ar o pagamento das par celas do ne - g ó c i o. Derr otado em todas as instâncias judiciais, o Grupo Bandeir antes pas - sou a agir de maneir a afr ontosa ao jornalismo e à democr acia, atacan - do , nos moldes do c hamado jorna - lismo marr om, empr esas e empr e - sários en v olvidos em negócios legais e legítimos. O pr esidente do Grupo Bandeir antes de Com unicação , J oão Car los Saad, vul - go J ohnn y , quer sempr e le v ar v anta - gem em tudo . Entusiasta da conhecida “Lei de Ger son”, J ohnn y conseguiu in - dignar até mesmo os quatr o irmãos mais no v os, que o pr ocessar am judi - cialmente na tentati v a de r ecompor seus dir eitos usur pados pelo primo gê - nito , depois da morte do patriar ca. A disputa judicial ocorr eu no início desta década. Em outubr o de 1999, morr eu aos 80 anos o empr esário J oão J or ge Saad, fundador , em 1967, da TV Bandeir antes, canal 13, de São P aulo . Seu J oão , como er a mais conhecido , casar a-se em 1947 com Maria Helena, filha do go v ernador de São P aulo Adhe - mar de Barr os, nota bilizado no cenário br asileir o pelo slo gan político-eleito - r al “Rouba, mas f az”. No ano seguinte ao casamento , seu J oão assumiu a emissor a r adiofônica do so g r o , a Rádio Bandeir antes, dando início ao atual g rupo empr esarial especializado em com unicações e submetido , hoje, a mando de J ohnn y , à d i v ulgação de no- ticiário com calúnias, injúrias e dif ama- ção par a ameaçar concorr entes. Em vida, seu J oão doou aos cinco filhos – J ohnn y , Ricar do , Már cia, Maria Leonor e Marisa – participações so - cietárias nas empr esas do g rupo . No total, J ohnn y tinha dir eito , em r elação aos irmãos, a cer ca de 2% a mais do capital social da principal f ornecedor a de pr o g r amação par a as emissor as da r ede, a R TB. Com o objeti v o de manter as empr esas do Grupo Bandeir antes de Com unicação unidas e sob contr ole da f amília Saad, seu J oão f orm ulou em testamento uma e xi- gência clar a: que o patrimônio empr e- sarial f osse di vidido igualitariamente em cinco partes, cada uma d elas par a um filho . Incluiu aí as cotas doadas em vida pelo então pr esidente do g rupo , f ossem quais f ossem as quantidades destinadas a cada um dos cinco . Entr e os atacados, está a Net (de ser viços de tele visão a ca bo), de pr o - priedade do bilionário me xicano Car los Slim e da Rede Globo , e o g rupo lider ado pelo empr esário Nel - son T an ur e, que manifestar am inte - r esse em participar do leilão par a a aquisição da r ede de fibr as óticas. J ohnn y Saad, em v ez de tentar honr ar seu nome na pr aça e quitar a dívida, pr eferiu, de maneir a tor pe e desespe - r ada, atacar os inter essados em disputar o equipamento que ele está per dendo por incompetência e f alta de seriedade na condução de seus negócios. Esta prá - tica, de c hantagismo , f oi r epetida ontem à noite em um telejornal da emissor a.-->Dívidas-->As dívidas da TV Cidade são es- timadas em R$ 680 milhões, quase a metade desse v alor tendo como cr e - dor es o go v erno feder al e os go v ernos estaduais em que a emissor a atua. T a m- bém são cr edor es dez enas de compa- nhias f ornecedor as e acionistas da TV Cidade, que pr esta um péssimo ser viço aos seus já minguados clientes, usuá- rios de fibr as óticas. As dívidas da TV Bandeir antes são também estimadas em centenas de mi- lhões de r eais, como r e v elou na edição de ontem o -->J ornal do Brasil -->. Com o leilão da r ede de fibr as óticas, a emissor a per derá seu único ati v o e já está incapacitada de honr ar todos os seus demais compr omissos e obriga- ções, o que certamente r esultará em uma que br a. Essa situação da TV Ci- dade poderá le v ar todo o G rupo Ban- deir antes à f alência. O -->J ornal do Brasil -->está le v antando o conjunto de dívidas do Grupo Bandei- r antes de T ele visão junto às Secr eta- rias de F az enda de pr aticamente todos os estados br asileir os. A pur a também a r elação incestuosa entr e J ohnn y Saad e a Ig r eja Renascer .