Falta de sentimento

As notícias veiculadas, hoje, em jornais de grande circulação de que alguns parlamentares teriam afirmado que o governador Luiz Fernando Pezão deveria aumentar seu pedido de licença para que o vice-governador Francisco Dornelles pudesse governar tem duas interpretações: ou significa que os médicos estão mentindo e a gravidade da doença é muito maior, ou, se as notícias forem verdade, mostram uma agressividade desumana. Não deveria ser permitido a qualquer ser humano um pleito dessa ordem para uma pessoa adoentada. 

O respeito à saúde e à vida superam qualquer tipo de vontade política.

Com certeza, o vice-governador Francisco Dornelles não precisa desse tipo de perversidade humana para poder fazer um governo, com toda a competência que tem e pode fazer.