Mano diz que derrota em amistoso servirá de parâmetro para decisão 

O último encontro entre Brasil e México não traz boas lembranças ao time brasileiro. No dia 3 de junho, nos Estados Unidos, os mexicanos venceram por 2 a 0. Apesar da equipe rival ter mudado bastante daquele time para o que atua hoje na Olimpíada, Mano Menezes disse que aquela partida pode servir de parâmetro para a final dos Jogos Olímpicos de Londres.

"O México tem uma ideia tática parecida com a que foi utilizada daquela vez, fazendo muitas coisas hoje do que fazia com aquela equipe. Portanto, aquele amistoso foi de grande valia para nós e estamos estudando esse jogo para a final," disse o treinador.

O goleiro Corona e o zagueiro/lateral Salcido são algumas da exceções que atuaram naquele amistoso e seguem na equipe olímpica do México. O meia-atacante Giovani dos Santos, que é uma das referências da equipe nos Jogos e também disputou o amistoso, está machucado e será desfalque na decisão.

Em compensação, o time brasileiro é muito parecido com o que entrará em campo para buscar a conquista inédita do ouro olímpico. Apenas o goleiro Rafael, que foi cortado por lesão, foi titular no amistoso e atualmente não faz parte do elenco.

Brasil e México se enfrentam neste sábado, às 11h (de Brasília) para decidir o torneio de futebol dos Jogos Olímpicos de Londres.