Brasil se despede na vela com a 6ª colocação na classe 470 

As brasileiras Fernanda Oliveira e Ana Barbachan entraram para a regata final da classe 470, realizada nesta sexta-feira, em Weymouth, com chances de conquistar a medalha de bronze. Porém, as brasileiras terminaram a medal race no sétimo lugar e caíram da quinta para a sexta posição na classificação geral dos Jogos Olímpicos de Londres.

Para terminar o torneio na terceira posição, as brasileiras precisavam terminar cinco posições a frente das holandesas Lisa Westerhof e Lobke Berkhout e uma a frente das francesas Camile Lecointre e Mathilde Geron, o que não aconteceu. Pior: elas ainda foram ultrapassadas pelas italianas Giulia Conti e Giovanna Micol, que ficaram em segundo na regata final e terminam o campeonato com 73 pontos perdidos, contra 75 de Fernanda e Ana.

A dupla da Holanda terminou a última corrida na sexta posição e a competição com 64 pontos perdidos, ficando com a medalha de bronze. Camile e Mathilde, da França, estiveram em quinto na medal race e terminaram em quarto na classificação geral, com 65 pontos perdidos.

A medalha de ouro foi conquistada pelas neozelandesas Jo Aleh e Olivia Powrie. Elas chegaram a última regata empatada com as britânicas Hannah Mills e Saskia Clark com 33 pontos perdidos. O título foi conquistado após a vitória da corrida final, somado ao nono lugar de Hannah e Saskia, que ficaram com a segunda posição. No fim, 35 pontos perdidos pela dupla da Nova Zelândia contra 51 das rivais.

A competição da classe 470 foi a última participação do Brasil na vela. O País contou com nove atletas na disputa e conquistou uma medalha, da dupla formada por Robert Scheidt e Bruno Prada, da classe Star. Com isso, a modalidade que era responsável pelo maior número de medalhas no País, com 16, chegou a 17 e foi ultrapassada pelo judô e pelo vôlei, que alcançaram a marca de 19 medalhas na história.