Bolt indica fim de carreira olímpica: "antes que Blake me alcance" 

Se Pequim viu os primeiros feitos históricos de Usain Bolt, e Londres testemunhou a transformação do jamaicano - em suas próprias palavras - em uma "lenda viva", o Rio de Janeiro não deverá ter a mesma sorte. Após vencer os 200 m rasos e conquistar sua quinta medalha de ouro olímpica, o velocista deu fortes indícios que seus objetivos de carreira estão completos e que uma aposentadoria antes dos Jogos de 2016 é bastante provável.

Bolt evitou dar uma declaração definitiva, mas deixou no ar que o próximo ciclo olímpico verá outro protagonista nas provas de velocidade: seu compatriota Yohan Blake, 22 anos, que terminou com a prata nos 100 m e 200 m rasos. "Blake já esta correndo 19s4, nos próximos quatro anos ele estará em chamas, então acho que gostaria de me aposentar antes que ele comece a correr rápido demais e me alcance. Minha vida vem sendo linda, com altos e baixos, mas ótima no geral, então não posso reclamar", disse o jamaicano.

Primeiro bicampeão olímpico nos 100 m e 200 m rasos, Bolt quer apreciar o presente. Ele admitiu que ainda não apreciou totalmente seu feito histórico, e que isso só deve acontecer quando "chegar em casa, sentar no sofá e falar com os amigos". Por isso, o futuro ainda é um assunto nebuloso para o homem mais rápido do mundo, que diz nem pensar na Olimpíada do Rio de Janeiro, quando estará com 29 anos.

"Acho que tive meu tempo, será difícil (chegar a 2016). Na vida tudo é possível, mas para mim será difícil porque teremos novatos cada vez mais talentosos surgindo. Eu não estou olhando tão longe, acabei de virar uma lenda e quero aproveitar o momento", desconversou.

Apesar de deixar transparecer que Londres foi sua última Olimpíada, o jamaicano descartou fazer o mesmo do nadador Michael Phelps, que se aposentou de vez das piscinas logo após os Jogos, aos 27 anos. O velocista disse que ainda espera correr por mais algum tempo antes de se retirar oficialmente das pistas.

"Não vou me aposentar, só estou dizendo", disse um bem-humorado Bolt, em tom tranquilizador. "Amo este esporte, todo o meu sucesso e meus fãs são por este esporte, então vou continuar a correr por mim, vou me divertir, porque para mim o que interessa é gostar do que faz e se divertir".

E ainda há desafio em correr as provas de velocidade para Usain Bolt? O jamaicano mesmo admite que pode mudar de provas para conseguir novas conquistas. E sabe que, se fizer isso, a coroa dos 100 m e 200 m rasos já terá em seu "sucessor" um novo dono.

"Definitivamente penso nisso (mudar de provas), mas acho que depois desta Olimpíada eu virei uma lenda", repetiu. "Não sei ainda o que quero fazer, se vou ficar nos 100 m ou 200 m, se quero tentar outra coisa. Vou sentar e discutir pra onde iremos. Mas ei, Yohan Blake estará aqui, então será bom".