Marin participa de churrasco da Seleção e vê grupo sem "laranja podre" 

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, participou desta quarta-feira do churrasco organizado na concentração brasileira no Hotel Sopwell, em St. Albans, para os jogadores e comissão técnica. Na última terça, a Seleção chegou à decisão dos Jogos Olímpicos de Londres após vencer a Coreia do Sul na semifinal por 3 a 0 em Manchester.

Vestindo uma camisa polo com o emblema da CBF, ele contou que o diretor de Seleções Andrés Sanchez preparou a carne na confraternização e fez elogios ao trabalho de Mano Menezes, indicando que independentemente do resultado da decisão o trabalho terá continuidade. O Brasil enfrenta o México neste sábado, às 11h (de Brasília)

"O saldo é altamente positivo. Hoje a Seleção tem uma base que todos sabem quem é", afirmou o presidente, que elogiou ainda as presenças do volante Ramires, do zagueiro David Luiz e do lateral direito Daniel Alves na convocação para o amistoso contra a Suécia, no dia 15 de agosto, em Estocolmo. "Este grupo é muito unido, só não pode entrar laranja podre", afirmou.

Desde que assumiu a presidência da CBF em substituição a Ricardo Teixeira em março deste ano, Marin diz que resultados fazem parte da sua avaliação de um técnico da Seleção. As declarações colocaram pressão para o trabalho de Mano Menezes, mas a chegada na decisão do torneio aliviou a situação do técnico no cargo.

Marin está hospedado em Londres, a mais de 40 km de distância da concentração brasileira. O presidente assistiu a todos os jogos da Seleção até o momento e vai continuar com o grupo até o amistoso contra a Suécia.

Volta aos treinos

Depois de um dia para relaxar e se recuperar da vitória contra a Coreia do Sul, o Brasil volta aos treinos na quinta para iniciar a preparação para a decisão contra o México, neste sábado, no Estádio Wembley. O Brasil busca seu primeiro ouro na história do futebol.