Ouro no Pan, brasileiro dá adeus a chances de medalha no halterofilismo 

Atual campeão Pan-Americano, o brasileiro Fernando Saraiva não conseguiu se classificar para a disputa do Grupo A do halterofilismo, na manhã desta terça-feira, na categoria acima de 105 kg. O atleta de 22 anos não alcançou a soma necessária durante sua apresentação no Grupo B, ficando de fora das três primeiras colocações e dando adeus às chances de medalha dos Jogos Olímpicos de Londres.

No arranque, Fernando conseguiu levantar 180 kg, contra 196 kg do primeiro colocado. Depois das apresentações no arranque, os atletas se apresentam na modalidade arremesso. Nesta fase, o brasileiro levantou 220 kg.

A soma dos maiores pesos levantados nessas duas modalidades classificam o atleta para o Grupo A, que será realizado na tarde desta terça-feira. No total, Fernando ficou com 400 kg, quarto lugar no Grupo A, 16 kg atrás do húngaro Peter Nagy, último dos três que se classificaram para o Grupo B, o qual decidirá o pódio olímpico.

No Pan de Guadalajara, em 2011, Fernando conseguiu levantar 185 kg no arranque e 225 no arremesso, quebrando o recorde pan-americano, com 410 kg no total. O recorde mundial é do iraniano Hossein Rezazadeh, com 472 kg no total.

Na primeira apresentação de Fernando na capital britânica, o brasileiro levantou 178 kg. Depois disso, conseguiu levantar os 180 kg, mas parou por aí. Quando tentou erguer 186 kg, o atleta sentiu dificuldades e chegou a cair sentado no palanque, restando apenas a apresentação no arremesso.

Já no arremesso, o brasileiro conseguiu na primeira tentativa levantar 220 kg, mas não teve sucesso ao erguer 225 kg, quando até os protetores presos nos joelhos do atleta se soltaram. No momento Fernando estava em terceiro lugar, mas o taiwanês Shih-Chieh Chen ergueu 236 kg, melhor marca, e superou o brasileiro.

Além de Chen e Nagy, o bielorrusso Yauheni Zharnasek completou os classificados para o Grupo B, cuja disputa acontece na tarde desta terça-feira.