Chef britânico sugere que Rio ofereça comida simples durante os Jogos 

O chef britânico Jamie Oliver, que se tornou famoso mundialmente com seus livros de receita e programas de televisão, afirmou, em um bate-papo com jornalistas internacionais, que Londres já foi sinônimo de comida ruim e sem qualidade, mas que esta realidade não existe mais.

Quando questionado sobre o que a sede olímpica tem de bom a oferecer, o chef não hesitou em valorizar as "street food", comidas vendidas em barracas de rua. "Pode ser um pickles caseiro ou uma costela com molho barbecue. Eu sempre recomendo, é barato e geralmente, limpo", diz.

O chef também falou sobre o crescimento dos chamados gastropubs na Inglaterra. "Ir ao pub faz parte da cultura britânica. Algumas cidades têm mais pubs do que igrejas", brincou. O chef disse que ama os gastropubs porque eles não são elitistas e, além de oferecerem boa cerveja, se preocupam com a qualidade da comida.

E como Londres está completamente envolvida no espírito olímpico, Jamie Oliver deixou um recado para o restaurantes do Rio de Janeiro, já que a cidade vai sediar os próximos Jogos, em 2016. "É preciso se concentrar nas comidas simples, não queiram fazer nada muito sofisticado. Essa receita sempre dá certo", afirma.

Para deixar a mensagem ainda mais clara, ele afirmou que as melhores comidas que já experimentou na vida foram feitas por mães, e não por chefes de cozinha.