Rodrigo Pessoa lamenta perda de cavaleiro e foca final individual 

Classificado para a final individual da competição de saltos no hipismo, o cavaleiro Rodrigo Pessoa lamentou o azar do companheiro José Roberto Reynoso. Com problemas antes da sua apresentação, Reynoso não contribuiu para o desempenho da equipe brasileira na competição por equipes, ficando de fora do pódio.

"Com três cavaleiros sabíamos que ia ser difícil hoje (segunda-feira), infelizmente. Largamos bem com o Doda com oito pontos, o cavalo dele saltou bem. Deu uma hesitada ali no rio, deu um toque mais para frente", comentou Pessoa, medalhista olímpico no individual em Atenas (2004). O brasileiro ficou em 25º lugar nas eliminatórias do individual.

"Infelizmente o cavalo do José Roberto arrancou o ferro na distensão. Ele teve que parar uns 15 minutos e esquentar mais uma vez", explicou o cavaleiro, que monta Rebozo. O atraso rendeu seis pontos de punição para o conjunto.

Após recolocar a ferradura do cavalo Maestro St Lois, Reynoso cometeu 46 pontos de penalidades, somando 50 no total, o que prejudicou o Brasil na competição por equipes. O País encerrou a disputa em oitavo lugar.

"Isso é sempre muito perturbante para o cavaleiro, ainda mais numa hora dessas, uma Olimpíada, em que tem tanta pressão e tanta expectativa. Foi difícil para ele contornar essa situação. Mas isso faz parte do nosso esporte e agora vamos concentrar os dois cavalos que passaram para a final de quarta-feira", prosseguiu o medalhista de bronze na competição por equipes em Atenas (1996) e Sydney (2000), citando o compatriota Doda, outro classificado para a final.

"Vamos deixar o cavalo recuperar bem, esperar quarta-feira que serão dois percursos difíceis de novo. Mas os cavalos estão demonstrando que estão em boa forma, e vamos atacar essa final com esperança", encerrou Pessoa, que está entre os 33 classificados para a fase final. Destes, os 20 melhores lutam pelas medalhas.

Doda espera não repetir faltas na decisão

Outro classificado, Alvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, está confiante no seu cavalo, Rahmannshof's Bogeno, e espera não repetir os erros da sua passagem nesta segunda-feira.

"Estou vindo forte e o cavalo está muito bem. Hoje saltou excelente. Tivemos duas faltas que podem ou não acontecer¿, comentou o cavaleiro, que teve oito pontos de punição, acabando em 11º no geral.