Tiago Camilo lamenta derrotas e diz: "é uma pena sair daqui sem medalha" 

Depois de iniciar a campanha nos Jogos Olímpicos de Londres com duas vitórias por ippon, o judoca Tiago Camilo deixou a competição com as mãos vazias. Derrotado pelo sul-coreano Dae-Nam Song (posteriormente campeão do evento) na semifinal e pelo grego Ilias Iliadis na disputa pelo bronze, o atleta paulista não deixou o tatame totalmente insatisfeito, embora tenha pela primeira vez terminado uma Olimpíada fora do pódio. Camilo havia sido prata em Sydney 2000 e bronze em Pequim 2008.

"Estou orgulhoso do que fiz para chegar até aqui. Foi muito boa minha preparação, muito profissional e muito dedicada, e até que fiz uma competição muita boa. É uma pena eu não ter saído daqui com a medalha", lamentou o judoca, em seu primeiro discurso após a derrota para Iliadis, o líder do ranking mundial na divisão dos médios (até 90 kg).

Derrotado pelo grego na disputa pelo bronze, Tiago passou reto pela zona mista logo ao deixar o ambiente de lutas. Somente depois de 15 minutos, mais tranquilo, o judoca tratou de lamentar o desenvolvimento dos últimos dois combates na competição, que tiraram o pódio do brasileiro.

"Trabalhei bastante para este momento, para ganhar minha terceira medalha, mas infelizmente não foi dessa vez. Preparei-me bastante e a luta foi bem brigada. A disputa de bronze também lutei até o final. tive oportunidades algumas vezes de acertar a pegada, mas não encontrei espaços", explicou Tiago, que caiu por conta de um wazari na semifinal e um yuko (fruto de duas punições) na briga pelo pódio olímpico.

"Cheguei bem perto da medalha, mas infelizmente a semifinal e a disputa pelo bronze foram bem duras. Acabei tomando um wazari na semifinal e contra o Iliadis a punição, mas Olimpíada é assim, os melhores estão aqui", discursou o experiente judoca de 30 anos.