Frustada após eliminação, Beltrame cogita não competir em 2016 

Bastante decepcionada por não ter ficado, pelo menos, entre as 12 melhores na sua categoria nos Jogos de Londres, a remadora Fabiana Beltrame disse que só pretende competir em 2016 se tiver condições de alcançar uma final olímpica. Em desabafo emocionado, após chegar em quarto lugar na primeira repescagem do double skiff peso leve feminino, a atleta afirmou estar frustrada por não ter alcançado seu objetivo pessoal na Olimpíada de 2012.

"Se eu não tiver chances em 2016, acho que não vou nem competir. É difícil, porque a gente treina muito, e as pessoas, às vezes, não dão valor mesmo. Se não acontecer de eu ter tempo para entrar numa final, acho que não vou nem competir", afirmou.

O plano de Beltrame para seu barco com Luana de Assis era chegar, pelo menos, à final B, na qual são definidos do 7ª ao 12º lugares. Para a remadora, o resultado mostrou que a dupla está bem aquém do que se espera para ir a uma final olímpica.

"Fiquei bastante decepcionada. Tinha programado um objetivo, que era ficar entre as 12. Não conseguimos entrar na semifinal. Então, nosso trabalho foi por água abaixo", analisou.

Até o pré-olímpico, o desempenho da dupla vinha em constante evolução, avaliou a remadora. Ela acrescentou que, desde então, os resultados ficaram estagnados, ao mesmo tempo em que outros barcos seguiram crescendo, e chegaram no auge para a Olimpíada.

Fabiana Beltrame observou que o fato de ter sido campeã mundial no ano passado não aumentou a cobrança sobre os resultados de seu trabalho. Ela lembrou que tinha ganhado no skiff peso leve, categoria que não foi incluída na Olimpíada. A atleta teve que mudar de barco para competir em Londres.

"Cobrança vem sempre. Tinha consciência das minhas limitações, sabia que não ia conseguir uma final, que não conseguiria uma medalha, mas queria aquele objetivo que tinha colocado para mim, que seria a final B, pelo menos", comentou.

O plano agora é olhar para frente. Daqui a alguns dias, entre 17 e 19 de agosto, Fabiana Beltrame defenderá seu título mundial no skiff peso leve no Mundial da Bulgária. Assim que fechar sua participação olímpica, voltará para o barco em que rema solitária, para tentar manter a conquista e superar a frustração olímpica.