Com ouro, ciclista veterano deixa doping para trás e cogita parar

Após conquistar o ouro no ciclismo de estrada, o cazaque Alexandre Vinokourov cogita se aposentar. De acordo com a rede britânica BBC, o atleta, 38 anos, considera que este seria um bom momento para parar.

Vinokourov teve de superar um drama para conquistar o lugar mais alto do pódio em Londres. O veterano cazaque, que completa 39 anos em 16 de setembro, chegou a encerrar a carreira em 2007, depois de ter testado positivo para doping sanguíneo e ser banido do esporte por um ano. Ele retornou às competições em 2009.

Segundo a BBC, Vinokourov afirmou que sofreu muitos acidentes durante sua carreira e que por isso a decisão de voltar a competir foi "difícil" de ser tomada. Ele agradeceu o apoio dos filhos e dos pais para a retomada de sua carreira.

Em meio a problemas físicos, o veterano ressaltou que possui uma placa de metal no fêmur. Esse é um dos motivos por ele nunca ter ganhado uma etapa da Volta da França, principal evento do ciclismo mundial.

O próximo compromisso do cazaque na Olimpíada de Londres será na quarta-feira, quando ele vai disputar a prova contra o relógio. Ele disse que vai disputar a prova e que depois vai "considerar" se encerrará a carreira, agora que tem o ouro que "sempre" quis.

No ciclismo de estrada, Vinokourov completou os 250 km da prova em 5h45min57s, deixando em segundo lugar o colombiano Rigoberto Uran Uran, dono da prata. O pódio ficou completo com o norueguês Alexander Kristoff.