Com abraço da mãe, Joanna Maranhão refaz curativo e deve competir


Depois de ter um mal-estar, sofrer uma queda, um corte no supercílio e a consequente ausência na prova dos 400 m medley, Joanna Maranhão mostra estar focada para, enfim, estrear na Olimpíada de Londres. Via twitter, a nadadora brasileira informou que refez o curativo e agora espera poder competir com ele nos 200 m medley, a partir desta segunda-feira, e dos 200 m borboleta, a partir desta terça-feira.


Ainda em sua página do microblog, Maranhão, 25 anos, fez questão de comentar sobre as frases de incentivo que recebeu entre o sábado, dia do incidente, e o domingo. "Recados lindos, gente. Obrigada de verdade. Estou aqui, tenho saúde e não foi nada mais grave. Tudo é motivo de agradecimento".

Além disso, a nadadora enalteceu sua "felicidade" em poder "cair" na piscina e de poder sentir o carinho de sua mãe na Vila Olímpica de Londres. "Voltando pra Vila agora para encontrar minha mãe e sentir aquele abraço que me protege do mundo".