Por campanha histórica, handebol feminino se prepara para estreia 

A seleção brasileira feminina de handebol estreará na Olimpíada de 2012, em Londres, neste sábado. Diante da Croácia, no Ginásio Cooper Box, a equipe busca uma inédita presença no pódio, motivada pelo quinto lugar no Campeonato Mundial de 2011, no Brasil. Com uma competição menor em matéria de times (são 12, contra 24 do Mundial), a equipe acredita em um torneio mais complicado; mesmo assim, a meta segue sendo uma medalha para coroar a ascensão do trabalho do técnico Morten Soubak.

"Pelo numero de equipes, a Olimpíada deveria ser mais fácil, por ter 12 equipes, do que o mundial, que tem 24. Mas quem está aqui, masculino ou feminino, passou por um Pré-Olímpico para se classificar. Aqui você só tem os melhores do mundo. Vou repetir mais uma vez: nós estamos acreditando que é a primeira edição que tem condições de subir ao poio. São 11, 12 equipes com qualidade de subir ao pódio. Por isso, tenho que falar: não é mais fácil, não", disse Soubak nesta sexta-feira, em entrevista coletiva.

O Grupo A do handebol feminino em Londres, no qual está o Brasil, conta também com Reino Unidos, Montenegro, Rússia, Croácia e Angola. Mesmo com o equilíbrio apontado pelo treinador em suas palavras, a equipe está confiante em um resultado inédito.

"Desta vez, a gente conta com um grupo que está experiente - não só pela idade, mas por estar disputando competições fortes todos os anos. A gente tem que se somar. A realidade de chegar ao pódio está mais próxima", afirmou a goleira Chana, respaldada pela opinião da armadora Duda Amorim. "Esse grupo está junto já há três, quatro anos, e com uma mentalidade muito boa. Nosso objetivo principal é classificar, mas acredito que onde a gente vai chegar mais longe é nessa Olimpíada", completou.

Com um histórico olímpico recente, o Brasil chega a sua quarta edição dos jogos, acumulando posições discretas: oitavo (2000), sétimo (2004) e nono (2008). Neste sábado, às 14h30 (horário local, 10h30 de Brasília), o time enfrenta a Croácia na primeira rodada de 2012, pensando em escrever uma nova história. Por enquanto, apesar do otimismo, a meta da equipe é evitar o clima de "já ganhou".