Ouro em 2004, polêmica nadadora francesa preocupa para Londres

Campeã olímpica nos 400 m livres em 2004, a nadadora francesa Laure Manaudou luta contra o tempo para não fracassar em Londres. Classificada para os Jogos Olímpicos nos 100 m costas, a nadadora de 25 anos não vem apresentando um bom desempenho nos últimos meses e preocupa a delegação francesa para a disputa do maior evento esportivo do mundo.

Manaudou, que é namorada do também nadador francês Frédérick Bousquet, ficou em 5ª na prova dos 100 m costas, da qual vai participar em Londres, com o tempo de 1m01s, no Aberto de le Croix-Catelan. Após a competição, a francesa, que ficou a 1s de seu melhor tempo no ano, se recusou a conceder entrevista aos jornalistas na zona mista, demonstrando sua decepção com o resultado. Segundo o jornal Le Figaro, o treinador do Círculo de nadadores de Marselha, Romain Barnier, afirmou que está frustrado com o desempenho de Manaudou, e ainda completou, dizendo que a francesa não pode repeti-lo em Londres.

Ex-recordista dos 50 m livres, Bousquet justificou o mau resultado de sua namorada alegando que ela não competia há duas semanas. Irritado, o nadador ainda disse que "o que acontece aqui (no Aberto de le Croix-Catelan) não necessariamente reflete o que ocorrerá em Londres."

Modesta, Manaudou, que voltou de uma aposentadoria de quase 2 anos, havia dito há três semanas que não irá aos Jogos Olímpicos com o pensamento de conquistar medalhas. Para ela, "o objetivo é estar entre as oito finalistas."

Laure Manaudou se aposentou em setembro de 2009, quando tinha apenas 22 anos, após ter fracassado na Olimpíada de Pequim, em 2008. Na China, ela terminou em último lugar na final dos 400 metros livre, em sétimo nos 100 metros livre e foi eliminada nas eliminatórias dos 200 metros costas. Antes disso, em 2007, a francesa se envolveu em uma polêmica, após ter suas fotos pessoais, nas quais aparecia nua, "vazadas" na internet.

No período em que ficou afastada das piscinas, ela teve um filho com Frederick Bousquet e, em 2004, ainda com 18 anos, atingiu seu auge ao conquistar a medalha de ouro na prova dos 400 metros livre na Olimpíada de Atenas, quebrando um jejum de 52 anos da natação francesa, que não ocupava o lugar mais alto do pódio desde 1952, em Helsinque.